Aumentar fonte:

Galeria dos Secretários

 

Otavio Ladeira de Medeiros
(Dez/2015 a Jun/2016)

Otavio Ladeira de Medeiros, nascido em Atílio Vivacqua – Espírito Santo, é Analista de Finanças e Controle do Tesouro Nacional desde 1994. Possui graduação e mestrado em Ciências Econômicas pela Universidade de Brasília (UNB), MBA executivo em finanças pelo Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais e extensão em "The Theory and Operation of a Modern National Economy", na George Washington University. Antes de ser nomeado Secretário do Tesouro Nacional, construiu uma consistente carreira na Instituição, ocupando os cargos de chefe-adjunto e chefe da Divisão de Análise e Planejamento da Dívida Pública (1994 a 1999), coordenador de Administração da Dívida Pública (1999) e coordenador e coordenador-geral de Planejamento Estratégico da Dívida Pública (1999 a 2015). Em abril de 2015, assumiu a Subsecretaria de Planejamento e Estatísticas Fiscais. É autor de publicações técnicas na área da dívida, dentre as quais se destaca um capitulo, além da coordenação do Livro "Dívida Pública: a Experiência Brasileira", lançado em 2009 pela STN em parceria com o Banco Mundial. Como representante do Ministério da Fazenda, Otávio Ladeira foi presidente do Conselho Fiscal do Banco do Brasil Investimentos S.A. (2001 a 2005 e 2009 a 2012) e do Conselho Fiscal do Banco do Brasil S.A. (2005 a 2009).

Marcelo Barbosa Saintive
(Jan/2015 a Dez/2015)

Marcelo Barbosa Saintive, nascido no Rio de Janeiro, é economista graduado pelo Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ em 1993 e mestre em economia pela mesma Universidade em 1997, tendo focado seus estudos em regulação e finanças públicas. Antes de se tornar secretário do Tesouro, Saintive trabalhou na Secretaria de Acompanhamento Econômico – SEAE do Ministério da Fazenda, ocupando os cargos de secretário-adjunto e o de secretário da pasta entre 2006 e 2007. Entre 2007 e 2010 Saintive foi subsecretário de Finanças do Estado do Rio de Janeiro. Ele também foi diretor de projetos na Empresa Brasileira de Projetos - EBP, ocupando o cargo de diretor-geral até meados de setembro de 2014.

Arno Hugo Augustin Filho
(Jun/2007 a Jan/2015)
Arno Hugo Augustin Filho, nascido em Carazinho - Rio Grande do Sul em 1960, é Economista, formado pela Faculdade de Ciências Econômicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul em 1983. Ocupou vários cargos no setor público estadual e federal, destacando-se: Secretário-Executivo Adjunto do Ministério da Fazenda - 2003/2004, Secretário Estadual da Fazenda do Rio Grande do Sul - 1999/2002 e Secretário da Fazenda de Porto Alegre - 1992/1998. Em junho de 2007, foi designado Secretário do Tesouro Nacional. 
Tarcísio José Massote de Godoy
(Dez/2006 a Jun/2007)
Tarcísio José Massote de Godoy, nascido em Campo Belo - Minas Gerais em 1964, é servidor da Carreira Finanças e Controle do Tesouro Nacional desde 1993. É Mestre em Economia do Setor Público pela Universidade de Brasília (2008), onde formou-se em Engenharia Civil em 1985 e concluiu o curso de pós-graduação em Geotecnia em 1991. Especializou-se em Sistemas de Previdências pela Wharton School, da Universidade da Pensilvânia - EUA, em 1994, e em Economia pelo Instituto Minerva, na Universidade George Washington - EUA, em 1998. Iniciou sua carreira como Engenheiro de Portos e Vias Navegáveis da Companhia Docas da Bahia em 1986. A partir de 1992, ocupou vários cargos no setor público federal, destacando-se: Coordenador-Geral e Secretário-Adjunto de Previdência Complementar do Ministério da Previdência e Assistência Social; Coordenador-Geral de Assunção e Reestruturação de Passivos e Coordenador-Geral de Administração da Dívida Pública e Secretário-Adjunto da área de política fiscal do Tesouro Nacional. Em dezembro de 2006 foi designado Secretário do Tesouro Nacional, Interino.
Carlos Kawall Leal Ferreira
(Abr/2006 a Dez/2006)
Nascido em 1961 na cidade de São Paulo, é formado em Economia pela Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo (USP), em 1982. Obteve o Mestrado pelo Instituto de Economia da Universidade de Campinas (IE/Unicamp) em 1987 e defendeu tese de Doutorado também no IE/Unicamp, em 1995. Iniciou sua carreira como pesquisador na Fundação do Desenvolvimento Administrativo (Fundap), em São Paulo, onde desenvolveu diversos estudos sobre os sistemas financeiros brasileiro e internacional. Sua experiência profissional inclui atuações no Banespa (1991/1994), como assessor da Vice-Presidência de Investimentos, na Companhia Energética de São Paulo (CESP), como assessor da diretoria financeira, e na Eletropaulo, como assessor da Presidência. Há dezoito anos é professor da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (atualmente licenciado), onde ministra cursos nas áreas de sistema financeiro e finanças públicas no Programa de Mestrado em Economia Política. Foi por oito anos economista-chefe do Citigroup do Brasil, como responsável pelas análises macroeconômicas relativas à economia brasileira para a área de pesquisa econômica da instituição. No ano de 2004, foi nomeado Diretor Financeiro e de Mercado de Capitais do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES). Em abril de 2006, foi designado Secretário do Tesouro Nacional.
Joaquim Vieira Ferreira Levy
(Jan/2003 a Mar/2006)
Nascido em 1961 no Rio de Janeiro e formado em Engenharia Naval, obteve o Doutorado em Economia pela Universidade de Chicago em 1992 e o Mestrado em Economia pela FGV em 1987. Iniciou sua carreira em 1984, no Departamento de Engenharia e na Diretoria de Operações da Flumar S/A Navegação. Foi professor do curso de mestrado da Fundação Getúlio Vargas em 1990, antes de integrar os quadros do Fundo Monetário Internacional, onde, de 1992 a 1999, ocupou cargos nos Departamentos do Hemisfério Ocidental, Europeu I e de Pesquisa, em particular nas Divisões de Mercado de Capitais e da União Européia. No período de 1999 a 2000 exerceu, como economista visitante no Banco Central Europeu, atividades nas Divisões de Mercado de Capitais e de Estratégia Monetária. No ano de 2000 foi nomeado Secretário-Adjunto de Política Econômica do Ministério da Fazenda, e, em 2001, Economista-Chefe do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Em janeiro de 2003, foi designado Secretário do Tesouro Nacional. 
Eduardo Refinetti Guardia
(Mai/2002 a Dez/2002)
Eduardo Refinetti Guardia, nascido em 1966 em São Paulo, é Doutor em Economia pelo Instituto de Pesquisas Econômicas da Faculdade de Economia e Administração da Universidade de São Paulo FIPE/USP e Professor do Departamento de Economia da Faculdade de Economia e Administração - FEA, da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Antes de ser nomeado Secretário do Tesouro Nacional, em abril de 2002, ocupou as funções de Secretário-Adjunto do Tesouro Nacional, Assessor Especial do Ministro da Fazenda, Secretário-Adjunto da Secretaria de Política Econômica e Assessor do Ministro do Planejamento; no Governo do Estado de São Paulo, as funções de Chefe da Assessoria Econômica do Secretário-Adjunto da Secretaria da Fazenda, Assessor do Secretário do Planejamento e Pesquisador da Área Fiscal do Instituto de Economia do Setor Público da Fundação para o Desenvolvimento Administrativo - IESP/FUNDAP. 
Fabio de Oliveira Barbosa
(Jul/1999 a Abr/2002)
Fabio de Oliveira Barbosa nasceu em Uberaba, Minas Gerais, em 1960. Economista, com mestrado em Teoria Econômica pela UnB e especialização em Política e Programação Financeira no FMI. Servidor público desde 1984, trabalhou nos Ministérios de Indústria e do Comércio, do Trabalho e do Planejamento, no IPEA e no Governo do Estado do Paraná. Por dois anos e meio foi assessor do Diretor-Executivo no Conselho de Administração do Grupo Banco Mundial, em Washington-EUA. Antes de ser nomeado Secretário do Tesouro Nacional, em julho de 1999, ocupou, no Ministério da Fazenda, as funções de Secretário-Adjunto responsável pela administração da dívida pública e de assessor especial do Ministro.
Eduardo Augusto de Almeida Guimarães
(Nov/1996 a Jun/1999)
Nascido em 1946 no Rio de Janeiro, tem PhD em Economia pela Universidade de Londres e Mestrado em Engenharia da Produção pela Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ. Foi Professor do Instituto de Economia da UFRJ, do Departamento de Economia da Faculdade de Economia e Administração da Universidade Federal Fluminense (UFF) e do Departamento de Economia da PUC do Rio de Janeiro. Antes de ser nomeado Secretário do Tesouro Nacional, em 1996, foi Técnico do IPEA , economista da FINEP, Diretor do Instituto de Economia Industrial da UFRJ, Diretor de Pesquisa, Diretor-Geral e Presidente do IBGE. Também exerceu atividades de consultoria junto a diversos organismos internacionais.
Murilo Portugal Filho
(Out/1992 a Nov/1996)
Murilo Portugal nasceu no Rio de Janeiro em 1948. Bacharel em Direito pela Universidade Federal Fluminense, obteve um Diploma com Distinção em Desenvolvimento Econômico pela Universidade de Cambridge, e o título de mestre em Economia na Universidade de Manchester. Antes de assumir o cargo de Secretário do Tesouro Nacional, em outubro de 1992, foi Assessor e Assessor-Chefe de Assuntos Macroeconômicos na Secretaria-Geral da Presidência da República, Assessor do Chefe de Gabinete da Presidência da República, Técnico de Planejamento e Pesquisa do IPEA, Chefe da Divisão de Cooperação Técnica e Secretário-Adjunto de Cooperação Internacional do Ministério do Planejamento e Oficial de Chancelaria no Ministério das Relações Exteriores
Roberto Figueiredo Guimarães
(Mar/1990 a Out/1992)
Nasceu em São Paulo, em 1959. Bacharel em Ciências Econômicas pela AEUDF - Associação de Ensino Unificado do Distrito Federal, com Mestrado em Economia pelo IPE/FEA/USP. Antes de exercer o cargo de Diretor do Departamento do Tesouro Nacional (antigo nome da STN), foi Diretor Financeiro da Construtora Remol Ltda, Estagiário do IPEA, Analista Econômico da Serfina S.A. Administração e Participações e Professor do Departamento de Economia da AEUDF. Ocupou diversos cargos no Tesouro Nacional, como Assessor Econômico, Diretor da Divisão de Estatística e Informações, Diretor da Divisão de Dívida Pública e Coordenador de Administração da Dívida Pública.
Luiz Antônio Andrade Gonçalves
(Mar/1988 a Mar/1990)
Nascido em 1947 em Minas Gerais, formou-se Administrador de Empresas em 1974 pela Faculdade de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis de Belo Horizonte – FUMEC, e é Pós–graduado em Administração Financeira pela Universidade de Negócios e Administração (UNA). Antes de exercer o cargo de Secretário do Tesouro Nacional, em março de 1988, ocupou os cargos de Secretário-Geral Adjunto do Ministério do Interior, Diretor-Geral da Secretaria Executiva do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação e de Coordenador na Subchefia para Acompanhamento de Ação Governamental do Gabinete Civil da Presidência da República, tendo passado antes pelo Banco Central.
Paulo César Ximenes Alves Ferreira
(Fev/1988 a Mar/1988)
Paulo César Ximenes Alves Ferreira nasceu no Rio de Janeiro em 1943. Economista, com especialização em Política Monetária pelo Centro de Estudos Monetários Latino-Americanos, iniciou sua carreira profissional como escriturário no Banco do Brasil, de onde foi para o Banco Central em Porto Alegre. A partir de1979, por três anos, ocupou o cargo de assessor especial do Ministro da Fazenda. Em 1985, voltou para Porto Alegre, onde ocupou o cargo de Chefe do Departamento Regional do Banco Central. Em 1987, retornou ao Ministério da Fazenda para assumir o cargo de Secretário-Geral Adjunto, e em janeiro de 1988 assumiu a Secretaria de Assuntos Econômicos antes de assumir o cargo de Secretário do Tesouro Nacional, em fevereiro de 1988.
Andrea Sandro Calabi
(Mar/1986 a Fev/1988)
Nascido em 1945, em São Paulo, SP. PhD em Economia pela Universidade de Berkeley, Califórnia, e Mestre em Economia pela USP. Professor da FEA-USP e IPE-USP e pesquisador da FIPE. Dentre os cargos ocupados antes de ser nomeado Secretário do Tesouro, em 1986, destacam-se o de Secretário-Geral da Secretaria de Planejamento da Presidência da República – SEPLAN e de Presidente do Instituto de Planejamento Econômico e Social - IPEA no período de 1985/86.