Aumentar fonte:

Operações do Tesouro Direto totalizaram R$ 1,87 bilhão em novembro

Em novembro, 33,15% das vendas no período corresponderam a títulos com vencimentos acima de dez anos, maior valor desde junho de 2014 (36,42%)

Operações de Investimento

No mês de novembro de 2019, foram realizadas 359.632 operações de investimento em títulos do Tesouro Direto, no valor total de R$ 1,87 bilhão. Durante esse mês, os resgates foram de R$ 2,39 bilhões, sendo R$ 2,34 bilhões em recompras e R$ 56,59 milhões em vencimentos. Dessa forma, houve resgate líquido de R$ 528,62 milhões.

Os títulos mais demandados pelos investidores foram os títulos indexados à inflação (Tesouro IPCA+ e Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais) que totalizaram R$ 805,92 milhões, representando 43,21% das vendas. Os títulos indexados à taxa Selic (Tesouro Selic) somaram, em vendas, R$ 745,90 milhões e corresponderam a 39,99% do total, enquanto os títulos prefixados (Tesouro Prefixado e Tesouro Prefixado com Juros Semestrais) totalizaram R$ 313,46 milhões em vendas, ou 16,80% do total.

Nas recompras, predominaram os títulos indexados à taxa Selic, que somaram R$ 1,10 bilhão (46,89%). Os títulos remunerados por índices de preços (Tesouro IPCA+, Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais e Tesouro IGPM+ com Juros Semestrais) totalizaram R$ 923,63 milhões (39,52%), os prefixados, R$ 317,76 milhões (13,59%).

Quanto ao prazo, a maior parcela de vendas se concentrou nos títulos com vencimento entre 5 e 10 anos, que alcançaram 56,41% do total. Em seguida, as aplicações em títulos com vencimento acima de 10 anos representaram 33,15%. Essa porcentagem é o maior valor desde junho de 2014 (36,42%). Já os títulos com vencimento de 1 a 5 anos corresponderam a 10,44% do total.

Base de Investidores

Em novembro de 2019, o total de investidores ativos no Tesouro Direto, isto é, aqueles que atualmente estão com saldo em aplicações no programa, atingiu a marca de 1.172.771 pessoas. No mês passado, 1.355 investidores tornaram-se ativos, um crescimento de 0,12% em relação ao mês anterior. Já o número de investidores cadastrados no programa cresceu em 193.846, ou 3,70% na comparação com outubro, atingindo a marca de 5.431.958 pessoas.

Estoque

Em novembro de 2019, o estoque do programa fechou em R$ 59,18 bilhões, uma redução de 0,02% em relação ao mês anterior (R$ 59,19 bilhões).

Os títulos remunerados por índices de preços se mantêm como os mais representativos do estoque somando R$ 28,66 bilhões, ou 48,43% do total. Na sequência, vêm os títulos indexados à taxa Selic, totalizando R$ 19,72 bilhões (33,31%), e os títulos prefixados, que somaram R$ 10,81 bilhões, com 18,26% do total.

Quanto ao perfil de vencimento dos títulos em estoque, a parcela com vencimento em até 1 ano fechou o mês em R$ 2,08 bilhões, ou 3,51% do total. A parcela do estoque vincendo de 1 a 5 anos foi de R$ 28,54 bilhões (48,22%) e o percentual acima de 5 anos somou R$ 28,57 bilhões (48,27%).

Novo Portal da Área do Investidor

Dando continuidade às melhorias no site do Tesouro Direto, o Tesouro Nacional, em parceria com a B3, lançou no dia 03/12, o novo site transacional do Tesouro Direto, no qual ocorrem as operações diretas de investimentos e resgates de títulos públicos federais pelas pessoas físicas.

Com design moderno e que se ajusta a diversos dispositivos móveis, ficou ainda mais fácil para o investidor acompanhar e realizar seus investimentos e resgates no TD, de forma totalmente digital.

O balanço completo do Tesouro Direto está disponível em https://www.tesourotransparente.gov.br/publicacoes/balanco-do-tesouro-direto-btd